Política

Decotelli entrega carta de demissão e deixa Ministério da Educação após falhas no currículo

30 de Junho de 2020 às 16h02 - Por: Redação PNotícias (@portalpnoticias) Foto: Reprodução
[Decotelli entrega carta de demissão e deixa Ministério da Educação após falhas no currículo]

Economista foi anunciado como sucessor de Weintraub na última quinta (25)

Nomeado para o Ministério da educação, Carlos Alberto Decotelli entregou, nesta terça-feira (30), sua carta de demissão. A decisão aconteceu após o currículo do bacharel em Ciências Contábeis pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) apresentar falhas nos títulos de mestrado, doutorado e pós-doutorado também divulgados pelo presidente Jair Bolsonaro. A posse de Decotelli estava prevista para acontecer nesta terça, mas foi adiada para uma “checagem completa” nas informações do professor.

Carlos Alberto Decotelli da Silva foi anunciado como sucessor de Abraham Weintraub na pasta de Educação do governo federal no dia 25 de junho. Na última sexta-feira (26), Fabio Bartolacci, reitor da Universidade Nacional de Rosário, na Argentina, negou que o economista teria obtido a titulação de doutor na instituição.

Neste sábado (27), a Fundação Getúlio Vargas (FGV) informou, por meio de nota oficial, que iniciaria uma apuração acerca de uma denúncia de plágio na dissertação de mestrado do então ministro. Decotelli afirmou que revisaria o trabalho apresentado em 2008 para a correção de possíveis falhas técnicas e metodológicas, ao passo que a Fundação ressaltou que “caso seja confirmado o procedimento inadequado, a FGV tomará as medidas administrativas e judiciais cabíveis”.

Com relação ao título de pós-doutorado, a Universidade de Wuppertal, na Alemanha, emitiu um comunicado afirmando que “Carlos Decotelli não adquiriu um título em nossa universidade. Ele não foi um pós-doc em nossa universidade”. De acordo com o texto, o bacharel apenas participou de uma pesquisa de três meses e concluiu o pronunciamento assegurando que “a Universidade de Wuppertal não pode se pronunciar sobre títulos adquiridos no Brasil”.

Já nesta terça-feira (30), a FGV se manifestou mais uma vez, negando que Carlos Alberto Decotelli fosse professor da instituição, como era registrado em seu currículo. Por meio de nota, a Fundação explicou que Decotelli atuou “apenas nos cursos de educação continuada, nos programas de formação de executivos e não como professor de qualquer das escolas da Fundação”. O texto ainda ressalta que o indicado para o MEC “não foi pesquisador da FGV, tampouco teve pesquisa financiada pela instituição”.

 

Matérias relacionadas:

Bolsonaro elogia Decotelli e diz que ministro está ciente de equívoco

Deputada Carla Zambelli apaga série de tweets em que elogiava currículo de Decotelli

Comentários

Outras Notícias

[Bruno opina sobre futuro político de Geraldo Júnior e presidente da Câmara rebate:
Política

Bruno opina sobre futuro político de Geraldo Júnior e presidente da Câmara rebate: "Não está autorizado"

10 de Julho de 2020

Geraldo afirmou que decisão perpassará por bloco partidário o qual lidera

[Bolsonaro promete anúncio de novo ministro da Educação nesta sexta]
Política

Bolsonaro promete anúncio de novo ministro da Educação nesta sexta

10 de Julho de 2020

Presidente falou em uma pessoa "conciliadora" para o cargo

[Medida Provisória abre crédito de R$ 348,3 mi para reforçar ações durante pandemia]
Política

Medida Provisória abre crédito de R$ 348,3 mi para reforçar ações durante pandemia

09 de Julho de 2020

Maior parte dos recursos será utilizada pelo Ministério da Saúde em ações de combate à pandemia

[Senado vota nesta quinta MP que altera regras trabalhistas durante pandemia ]
Política

Senado vota nesta quinta MP que altera regras trabalhistas durante pandemia

09 de Julho de 2020

Entre as medidas previstas estão a adoção do teletrabalho, a antecipação de férias e de feriados e a concessão de férias coletivas

[Moro celebra decisão do Facebook em suspender contas ligadas aos Bolsonaro]
Política

Moro celebra decisão do Facebook em suspender contas ligadas aos Bolsonaro

09 de Julho de 2020

Ministro afirma ter sido alvo das fake news criadas pelo grupo

[Entregadores de aplicativos pedem legislação específica para categoria]
Política

Entregadores de aplicativos pedem legislação específica para categoria

08 de Julho de 2020

Em reunião com Maia, representantes reclamaram de jornadas exaustivas

Galeria

[Barragem se rompe e inunda ruas da cidade de Coronel João Sá]

Barragem se rompe e inunda ruas da cidade de Coronel João Sá

11 de Julho de 2019

Ver todas as galerias

Vídeos

[Prefeito de Itabuna afirma que reabertura do comércio vai acontecer “morra quem morrer”]

Prefeito de Itabuna afirma que reabertura do comércio vai acontecer “morra quem morrer”

03 de Julho de 2020

Ver todos os vídeos