Economia

Mais de 150 serviços públicos são digitalizados durante pandemia

07 de Junho de 2020 às 16h31 - Por: Agência Brasil Foto: Marcello Casal Jr | Agência Brasil
[Mais de 150 serviços públicos são digitalizados durante pandemia]

Governo estima economia de R$ 2,2 bi por ano com tecnologia

Pressionado a reduzir aglomerações durante a pandemia de coronavírus, o governo federal digitalizou 156 serviços públicos nos últimos três meses. Um total de 58 serviços em março, 45 em abril e 53 em maio passaram a ser oferecidos sem a necessidade de que o cidadão saia de casa.

O esforço elevou para 729 o número de serviços públicos digitalizados desde janeiro de 2019. Segundo a Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia, que coordena o processo, a digitalização resulta em economia de R$ 2,2 bilhões por ano com a redução de custos e com o aumento de eficiência dos servidores públicos.

Segundo a Estratégia de Governo Digital, documento publicado em abril, o governo federal pretende alcançar os 100% de digitalização até o fim de 2022 e economizar R$ 38 bilhões em cinco anos, de 2020 a 2025. De acordo com a secretaria, a economia decorre da eliminação do papel, da redução da burocracia, da redução de erros e de fraudes e da menor necessidade de locação de estruturas, de manutenção de logística e de contratação de pessoal para atendimento presencial.

A digitalização de alguns serviços está diretamente relacionada ao enfrentamento à covid-19. O governo transformou em digitais 46 serviços da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), muitos dos quais considerados prioritários no combate à pandemia. Com 107,2 milhões de pedidos cadastrados e 101,9 milhões de pedidos processados até a ultima sexta-feira (5), o cadastro para o auxílio emergencial representa outro exemplo de digitalização, com o processo feito inteiramente pelo celular ou pelo site auxilio.caixa.gov.br.

Otimização
Em relação aos servidores públicos, o Ministério da Economia considera a digitalização bem-sucedida por deslocar funcionários de tarefas operacionais para atividades especializadas, otimizando o trabalho. No caso do seguro-desemprego do trabalhador doméstico, digitalizado durante a pandemia, o serviço exigia 7,3 mil trabalhadores. Com o atendimento virtual, apenas 630 profissionais passaram a ser necessários, o equivalente a 8,5% do total anterior.

De acordo com a Secretaria de Governo Digital, a economia anual com o seguro-desemprego para domésticos chegará a R$ 357,9 milhões. Atualmente, o serviço é demandado por 280 mil trabalhadores por ano.

Comentários

Outras Notícias

[Geraldo Júnior comemora a reabertura dos salões de beleza]
Economia

Geraldo Júnior comemora a reabertura dos salões de beleza

08 de Agosto de 2020

Serviço volta a funcionar nesta segunda

[Caixa credita nesta sexta (7) auxílio emergencial para nascidos em junho]
Economia

Caixa credita nesta sexta (7) auxílio emergencial para nascidos em junho

07 de Agosto de 2020

Receberão o benefício 3,9 milhões de pessoas

[ACM Neto divulga ações tributárias para aliviar impactos da pandemia ]
Economia

ACM Neto divulga ações tributárias para aliviar impactos da pandemia

06 de Agosto de 2020

Medidas beneficiam empresas e cidadão comum, envolvendo incentivos e renegociação de dívidas

[Ministério da Economia e Ancine apontam para o fim da meia-entrada nos cinemas brasileiros]
Economia

Ministério da Economia e Ancine apontam para o fim da meia-entrada nos cinemas brasileiros

05 de Agosto de 2020

Quase 80% dos ingressos de cinema vendidos no Brasil em 2019 tiveram preço de meia-entrada

[Nota de R$ 200 será cinza, anuncia Banco Central]
Economia

Nota de R$ 200 será cinza, anuncia Banco Central

04 de Agosto de 2020

Casa da Moeda trabalha em ritmo acelerado para produção do dinheiro

[Caixa vai pagar auxílio emergencial a 805 mil novos beneficiários]
Economia

Caixa vai pagar auxílio emergencial a 805 mil novos beneficiários

03 de Agosto de 2020

Nascidos de janeiro a maio terão o crédito disponibilizado na quarta

Galeria

[Barragem se rompe e inunda ruas da cidade de Coronel João Sá]

Barragem se rompe e inunda ruas da cidade de Coronel João Sá

11 de Julho de 2019

Ver todas as galerias

Vídeos

[Prefeito de Itabuna afirma que reabertura do comércio vai acontecer “morra quem morrer”]

Prefeito de Itabuna afirma que reabertura do comércio vai acontecer “morra quem morrer”

03 de Julho de 2020

Ver todos os vídeos