Política

Câmara aprova pacote anticrime; texto vai ao Senado

05 de Dezembro de 2019 às 08h10 - Por: Agência Brasil Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom // Agência Brasil
[Câmara aprova pacote anticrime; texto vai ao Senado]

Projeto de lei traz modificações na legislação e no processo penal

O plenário da Câmara aprovou nesta quarta-feira (4) o projeto de lei do pacote anticrime (PL 10372/18). O texto-base foi aprovado por 408 votos a favor, 9 contra, e 2 abstenções e, posteriormente, os parlamentares rejeitaram um destaque do partido Novo, que pedia a retirada do texto da figura do juiz de garantias, um magistrado responsável pelo controle da legalidade da investigação criminal e que não fará o julgamento do mérito do fato.

O PL segue para análise do Senado.

Mais cedo, os deputados aprovaram um pedido de tramitação em regime de urgência do PL, que foi aprovado por 359 votos a 9. 
Os deputados aprovaram o substitutivo do deputado Lafayette de Andrada (Republicanos-MG), seguindo o texto do relator do grupo de trabalho, deputado Capitão Augusto (PL-SP). O grupo de trabalho analisou dois textos sobre o assunto encaminhados ao Legislativo. Uma das propostas originais foi elaborada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, e a outra pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

Para chegar ao texto final, o grupo de trabalho retirou temas polêmicos, como a definição de que não há crime se a lesão ou morte é causada por forte medo (o chamado excludente de ilicitude) e a previsão de prisão após condenação em segunda instância.

Entre os pontos que constam no projeto estão o aumento de 30 anos para 40 anos no tempo máximo de cumprimento da pena de prisão no país e o aumento da pena de homicídio simples, se envolver arma de fogo de uso restrito ou proibido (como fuzis), que passará de 6 anos a 20 anos para 12 anos a 30 anos de reclusão, entre outros casos em que há aumento de penas.

Outra alteração é que a concessão da liberdade condicional dependerá também de o condenado não ter praticado falta grave no presídio nos últimos 12 meses dessa liberação e o comportamento deverá ser considerado bom em vez de satisfatório.

O projeto também aumenta o número de casos considerados como crimes hediondos, em que o condenado não pode contar com anistia, graça ou indulto e deve começar a cumprir a pena em regime fechado. Passam a ser considerado esse tipo de crime, entre outros, homicídio e roubo com arma de fogo de uso restrito ou proibido; furto com uso de explosivo; comércio ou tráfico internacional de arma de fogo e organização criminosa para a prática de crime hediondo. Entretanto, deixou de ser hediondo a posse ou porte de arma de uso restrito por aqueles que não podem fazê-lo.

O direito à progressão de regime, quando o condenado pode passar de um cumprimento de pena mais rigoroso (fechado, no presídio) para outro menos rigoroso (semiaberto, somente dormir no presídio, por exemplo), dependerá do tipo de crime. Com as novas regras, o tempo exigido varia de 16%, para o réu primário cujo crime tenha sido sem violência à vítima, a 70%, no caso de o condenado por crime hediondo com morte da vítima ser reincidente nesse tipo de crime.

Comentários

Outras Notícias

[Brasil e Índia terão parceria para produção animal]
Política

Brasil e Índia terão parceria para produção animal

26 de Janeiro de 2020

Declaração foi feita em visita de Bolsonaro ao país asiático

[Ex-presidente da Câmara Ibsen Pinheiro morre em Porto Alegre aos 84 anos]
Política

Ex-presidente da Câmara Ibsen Pinheiro morre em Porto Alegre aos 84 anos

25 de Janeiro de 2020

Rodrigo Maia disse que aprendeu muito com ele e elogiou a seriedade com a qual conduziu a Câmara em momento histórico

[Brasil e Índia assinam acordos em tecnologia, energia e segurança]
Política

Brasil e Índia assinam acordos em tecnologia, energia e segurança

25 de Janeiro de 2020

Brasil e Índia assinam acordos em tecnologia, energia e segurança

[ACM Neto participa de desafio e simula foto com Ivete no Tinder]
Política

ACM Neto participa de desafio e simula foto com Ivete no Tinder

25 de Janeiro de 2020

Prefeito entrou na onda do desafio “Dolly Parton Challenge” que tem viralizado nas redes

[Bolsonaro afirma: ‘Não preciso fritar ministro para demitir’]
Política

Bolsonaro afirma: ‘Não preciso fritar ministro para demitir’

24 de Janeiro de 2020

Presidente ressalta papel de governos estaduais em resultados de segurança pública

[Presidente do STJ suspende processo que tramita em SP contra Temer]
Política

Presidente do STJ suspende processo que tramita em SP contra Temer

24 de Janeiro de 2020

Presidente do STJ entendeu que "há certa relação de dependência" entre as ações e a defesa pode ter prejuízos se as ações continuarem em andamento de forma separada

Galeria

[Barragem se rompe e inunda ruas da cidade de Coronel João Sá]

Barragem se rompe e inunda ruas da cidade de Coronel João Sá

11 de Julho de 2019

Ver todas as galerias

Vídeos

[Assaltante beija idosa durante roubo à loja no Piauí]

Assaltante beija idosa durante roubo à loja no Piauí

18 de Outubro de 2019

Ver todos os vídeos