Política

Em primeiro discurso após sair da prisão, Lula afirma: “eu fiquei mais corajoso”

08 de Novembro de 2019 às 21h56 - Por: Thaisis Farias Foto: Giuliano Gomes/PR Press
[Em primeiro discurso após sair da prisão, Lula afirma: “eu fiquei mais corajoso”]

Ex-presidente discursou para militantes que fazia vigília em frente a Superintendência da Polícia Federal

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deixou a prisão em Curitiba nesta sexta-feira (8). Lula saiu da Superintendência da Polícia Federal (PF) por volta das 17h40, após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). O petista discursou por aproximadamente 15 minutos para um grande grupo de militantes que o aguardavam do lado de fora da Carceragem. 

Sob os gritos de “Lula Livre” e um coro cantando o Hino Nacional, o ex-presidente se dirigiu aos militantes, que fazem vigília em frente a Superintendência da PF por dias e noites. “Vocês não sabem a importância que tem na minha vida. Vocês não têm noção do que representaram para mim. Eu fiquei mais fortalecido. Eu fiquei mais corajoso”, disse emocionado 

Lula prometeu aproveitar a sua liberdade para continuar lutando pelo país e para provar a sua inocência, se poupar palavras para atacar e mandar recados para a cúpula de investigação da Lava Jato e a Rede Globo.

“Eu quero que vocês saibam, que além de continuar lutando para melhorar a vida do povo brasileiro, que está uma desgraça, além de lutar para não permitir que esses caras entreguem o país, eu quero dizer alto e em bom som. Eu quero que vocês saibam que o lado mentiroso da Polícia Federal fez um inquérito contra mim. O lado mentiroso e canalha da parte do ministério público da força tarefa e o Moro, mais o TRF4. Eles têm que saber que não prenderam um homem eles tentaram matar uma ideia. Uma ideia não desaparece. Eu quero lutar pra provar que se existe uma quadrilha e um bando de mafioso neste país, é essa maracutaia que eles fizeram para tentar, liderados pela Rede Globo de Televisão, criar imagem de que o PT precisava ser criminalizado. Que o Lula era bandido. Eu quero dizer para vocês que se pegar o Dallagnol, se pegar o Moro, se pegar alguns delegados que fizeram inquérito, cozinhar um dentro do outo, se bater no liquidificador o que sobrar não é 10% da honestidade que eu represento nesse país”, afirmou o ex-presidente em seu discurso transmitido pela Globo News. 

Lula recordou sua origem pobre e disse que apesar de se sentir injustiçado, não guarda ódio de Sergio Moro e Dallagnol. Afirma ainda se considerar superior a mentira, que segundo o ex-presidente, foi contada ao seu respeito. 

“Eles têm que saber que caráter e dignidade não é uma coisa que a gente compra em shopping center. Não é uma coisa que a gente compra em feira. Não é uma coisa que a gente compra no bar. Eu adquiri tudo que eu tenho na vida de uma mulher que nasceu analfabeta, que me ensinou a ter dignidade e morreu analfabeta é a dona Lindú, que me faz dizer para essa gente que tentou me condenar, que eu saio daqui sem ódio. Aos 74 anos o meu coração só tem espaço para o amor, porque o amor vai vencer neste país, não o ódio. Mas eles têm que saber que o nordestino, que nasceu em Garanhus, que veio comer pão aos sete anos de idade, que passou fome, que veio para São Paulo e não morreu de fome até os sete anos de idade, não tem nada que me vença e não vai ser a mentira”, afirmou enquanto era ovacionado pelos militantes presentes.

O ex-presidente se despede informando que segue para São Paulo, onde terá, neste sábado (9), um encontro no sindicato dos metalúrgicos. Segundo o petista, após essa breve passagem pelo estado paulista, ele correrá o país para conversar, ouvir e discutir com o povo as necessidades de cada um. 

“Ontem eu vi na televisão os dados do IBGE. Depois que eu fui preso, depois que eles roubaram do Haddad o Brasil não melhorou, o Brasil piorou. O povo está passando mais fome. O povo está desempregado. O povo não tem mais trabalho com carteira assinada, o povo está trabalhando de Uber, de bicicleta pra entregar pizza. O povo está trabalhando, na verdade, sem o menor respeito. Ainda ontem eu vi a notícia de que não vai ter aumento pro salário mínimo nos próximos dois anos, e que além disso, depois do Brasil ter um ministro da educação da qualidade do Haddad, eles colocaram um ministro da educação, da grosseria que é esse ministro, que tenta destruir as nossas universidades”, finalizou Lula. O petista utilizou o discurso para agradecer ao advogado Cristiano Zanin e Gleisi Hoffmann, presidente do PT e o candidato da sigla nas últimas eleições presidenciais, Fernando Haddad, entre outros petistas e militantes de esquerda, integrantes do MST e da CUT.

O ex-presidente estava preso desde 7 de abril de 2018. Condenado em duas instâncias no caso do tríplex no Guarujá, no âmbito da Operação Lava Jato, Lula cumpria pena de 8 anos, 10 meses e 20 dias. Agora, o juiz Danilo Pereira Jr. autorizou que Lula recorra em liberdade.

Nesta quinta-feira (7), por 6 votos a 5, o STF decidiu derrubar a possibilidade de prisão de condenados em segunda instância, alterando um entendimento que vinha sendo adotado desde 2016.
 

Comentários

Outras Notícias

[Ciro afirma conversa com ACM Neto para futura aliança do PDT com DEM]
Política

Ciro afirma conversa com ACM Neto para futura aliança do PDT com DEM

14 de Novembro de 2019

"Muito boa conversa, de profissional", disse Ciro

[Carballal entrega vice-liderança e vai trabalhar para derrubar decisão de ACM Neto]
Política

Carballal entrega vice-liderança e vai trabalhar para derrubar decisão de ACM Neto

14 de Novembro de 2019

O vereador afirma que irá até as últimas consequências para reverter a decisão do prefeito de Salvador

[Lula já se encontra em Salvador para reunião do partido]
Política

Lula já se encontra em Salvador para reunião do partido

14 de Novembro de 2019

Presidente chegou por volta das 19h30 no Aeroporto de Salvador

[Frota afirma que Bolsonaro perguntou se príncipe era gay antes de desistir dele como vice]
Política

Frota afirma que Bolsonaro perguntou se príncipe era gay antes de desistir dele como vice

13 de Novembro de 2019

O príncipe afirmou ter sido vítima de um dossiê falso

[Neto Veta projeto que proíbe
Política

Neto Veta projeto que proíbe "arrastão" após carnaval de Salvador e ressalta Estado é "laico"

13 de Novembro de 2019

Carballal convocou todos os líderes religiosos para derrubar o veto

[MP que amplia saques do FGTS é aprovada]
Política

MP que amplia saques do FGTS é aprovada

13 de Novembro de 2019

De acordo com o projeto de lei de conversão, o valor do saque vai para R$ 998,00.

Galeria

[Barragem se rompe e inunda ruas da cidade de Coronel João Sá]

Barragem se rompe e inunda ruas da cidade de Coronel João Sá

11 de Julho de 2019

Ver todas as galerias

Vídeos

[Assaltante beija idosa durante roubo à loja no Piauí]

Assaltante beija idosa durante roubo à loja no Piauí

18 de Outubro de 2019

Ver todos os vídeos