Geral

Advogado da ABEPV comenta ação de traficantes do RJ relacionadas às placas padrão Mercosul

10 de Setembro de 2019 às 11h40 - Por: Redação PNotícias Foto: Reprodução
[Advogado da ABEPV comenta ação de traficantes do RJ relacionadas às placas padrão Mercosul]

Furto e roubos de placas virou fonte de receita para facções criminosas do Rio e Janeiro

Uma reportagem do Extra denunciou uma nova pratica dos traficantes de duas facções que atuam nos complexos do Chapadão e da Pedreira, no Rio de Janeiro. As facções encontraram no roubo e furto de placas do Mercosul uma nova fonte de lucros. Em vigor no estado desde setembro de 2018, as placas têm sido usadas na clonagem de veículos.  Os carros roubados e emplacados como clones são vendidos por valores até 85% abaixo do preço de mercado, ou utilizados em crimes.

Ainda de acordo com a publicação, polícia tem trabalhado com a hipótese de que os bandidos usem uma espécie de prensa para preencher as placas virgens com números, letras e sinais obrigatórios como bandeira do país e falsos códigos bimendisionais (QR Code). Assim, as quadrilhas teriam facilidade para clonar qualquer modelo roubado, bastando para isso copiar dados de carros legais similares. No caso das placas já preenchidas (na maior parte dos casos oriundas de produto de furto), o mais provável, de acordo com a polícia, é que os criminosos pratiquem o crime por encomenda, ou seja que efetuem o furto a partir de indicação de receptadores. Estes últimos apontariam onde os modelos visados estão circulando.

Para o advogado da Associação Baiana dos Estampadores de Placas Veiculares (ABEPV), Danilo Costa, a denúncia comprova a tese defendida por ele de que as placas padrão Mercosul no Brasil foram implantadas de forma prematura. “Nós ainda não temos uma maturidade da resolução federal, e muito menos das portarias estaduais, para recepcionar essa tecnologia e esse padrão de placas. Hoje as placas padrão Mercosul retiraram a exigibilidade do lacre, que era uma forma de vinculação da placa ao veículo, o que tornou frágil a sistemática de controle. O QR Code, quando é colocado na placa e essa placa é furtada, como vemos na reportagem, basta você retirar ela de um veiculo e parafusar em outro”. 

Outra questão pontuada pelo advogado diz respeito a questão das placas virgens que, de acordo com ele, precisa ter um maior controle na fabricação. “Ainda não temos ferramentas, na mão dos agentes de trânsito e de segurança pública, para uma rastreabilidade e controle mais efetivo desses QR Codes”, explica.

Por fim, diante da implantação prematura das placas do Mercosul, Costa salienta que no estado da Bahia já se vem trabalhando uma nova portaria para regulamentar as empresas que estampam as placas. “Espero que isso permita que o cidadão tenha maior segurança de onde estar comprando.  E que, além disso, o Detran-Ba consiga de forma sistêmica fazer uma fiscalização dessas empresas e assim não permitir que aquelas que não estejam aptas ou clandestinas consigam comercializar e ajudar na clonagem de veículos”.

Comentários

Outras Notícias

[Exigência de simulador para obter CNH deixa de valer a partir de hoje]
Geral

Exigência de simulador para obter CNH deixa de valer a partir de hoje

16 de Setembro de 2019

Validade da carteira de habilitação passa também de cinco para dez anos

[Moro visita Bolsonaro no hospital em SP]
Geral

Moro visita Bolsonaro no hospital em SP

15 de Setembro de 2019

Presidente se recupera de cirurgia para corrigir uma hérnia no intestino

[Filho de Benito Di Paula morre aos 36 anos da idade]
Geral

Filho de Benito Di Paula morre aos 36 anos da idade

15 de Setembro de 2019

Causa da morte nao foi revelada

[Bebê é encontrada abandonada em caixa de sapato]
Geral

Bebê é encontrada abandonada em caixa de sapato

15 de Setembro de 2019

A criança estava com o cordão umbilical amarrado com cadarço e com hipotermia

[Após liberação do FGTS, Caixa Econômica registra 12 milhões de transações no primeiro sábado de saque]
Geral

Após liberação do FGTS, Caixa Econômica registra 12 milhões de transações no primeiro sábado de saque

15 de Setembro de 2019

De acordo como banco, foram creditados R$ 4,97 bilhões nas contas de trabalhadores

[Pacientes transferidos durante incêndio no Hospital Badim recebem alta]
Geral

Pacientes transferidos durante incêndio no Hospital Badim recebem alta

15 de Setembro de 2019

Ainda há 59 pacientes internados em outros hospitais

Galeria

[Barragem se rompe e inunda ruas da cidade de Coronel João Sá]

Barragem se rompe e inunda ruas da cidade de Coronel João Sá

11 de Julho de 2019

Ver todas as galerias

Vídeos

[Torcida do Vitória destrói cadeiras da Arena Fonte Nova]

Torcida do Vitória destrói cadeiras da Arena Fonte Nova

14 de Setembro de 2019

Ver todos os vídeos