Educação

Aplicativo que serve de carteira de estudante é lançado pelo MEC

25 de Novembro de 2019 às 21h33 - Por: Redação PNotícias Foto: José Cruz
[Aplicativo que serve de carteira de estudante é lançado pelo MEC]

10.804 instituições já se cadastraram

Nesta segunda-feira (25) o Ministério da Educação lançou o aplicativo ID Estudantil, carteira de estudante virtual. Ela dá direito a benefícios como meia-entrada em eventos culturais e esportivos, a exemplo da fornecida pelas entidades representativas dos alunos.

A instituição de ensino à qual o estudante está vinculado precisa inserir os dados do aluno no Sistema Educacional Brasileiro (SEB), do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), para que ela possa obter o documento. 

Segundo o A Tarde, caso a instituição já tenha feito o cadastramento, caberá ao aluno baixar o aplicativo ID Estudantil no celular e fazer seu cadastro pessoal. “Os alunos que não conseguirem se cadastrar devem procurar suas instituições de ensino e pedir que elas se cadastrem junto ao MEC”, disse o presidente do Inep, Alexandre Ribeiro Lopes, durante a cerimônia de lançamento do ID Estudantil.

Segundo Lopes, 10.804 instituições já se cadastraram. Destas, 1.966 já começaram a enviar ao SEB as informações de seus alunos. As informações disponibilizadas constituirão um banco de dados nacional que subsidiará algumas das políticas públicas a serem implementadas pelo governo no setor da educação.

De acordo com o  ministro da Educação, Abraham Weintraub, o custo do documento será de R$ 0,15 por unidade para o governo, mas será gratuito para o estudante. "Não cobraremos porque a estruturação dessa cobrança sairia mais cara do que o custo por unidade”, disse o ministro.

Weintraub afirma que os documentos similares poderão ser fornecidos pelas instituições de ensino ou até mesmo grêmios estudantis. "Se for o caso, podem inclusive cobrar por isso. O que fizemos foi acabar com o monopólio e a exclusividade daqueles que sempre forneceram esse documento", disse. "Se, ideologicamente, o estudante quiser, ele pode pagar quanto for pela carteirinha”, acrescentou.

A Medida Provisória 895, enviada pelo governo ao Congresso Nacional em setembro abre oportunidades para que outras entidades, além da União Nacional dos Estudantes (UNE), da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) e da Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG).

Desde então, tanto a MP como a ID Estudantil têm sido criticadas pelas entidades representativas dos estudantes. Segundo o presidente da UNE, Iago Montalvão, trata-se de uma retaliação ao movimento estudantil. Montalvão disse que a principal intenção do governo com essas medidas é "prejudicar o movimento estudantil, que fez as maiores manifestações contrárias a ele".

A fim de prevenir fraudes, o MEC informou que fará cruzamento dos dados fornecidos por meio de aplicativos com as informações da Carteira Nacional de Habilitação e, no caso de estudantes que não têm CNH, com os dados fornecidos para o documento de identidade (RG).

“Inclusive a foto [inserida no cadastro via aplicativo] passará por uma checagem junto ao banco de dados do Denatran [Departamento Nacional de Trânsito]. Quem não tem CNH terá de tirar uma foto do RG, frente e verso. Um algoritmo então vai comparar as fotos, de forma a dificultar fraudes”, explicou o diretor de Tecnologia da Informação do MEC, Daniel Rogério. “Pensamos também nos empresários: para eles, criamos o aplicativo ID Validade, que averiguará se o aluno está apto para receber os benefícios”, acrescentou.

O MEC alerta que, no caso de estudantes menores de idade, será necessária a autorização de um responsável legal, que deverá instalar o ID Estudantil no celular para, então, fazer o cadastro no qual informa os dados do menor.


 

Comentários

Outras Notícias

[Inscrições para o Sisu se encerram às 23h59 deste domingo (26)]
Educação

Inscrições para o Sisu se encerram às 23h59 deste domingo (26)

26 de Janeiro de 2020

Candidatos devem se inscrever pela página do participante

[Justiça determina suspensão dos resultados do Sisu; saiba o motivo]
Educação

Justiça determina suspensão dos resultados do Sisu; saiba o motivo

25 de Janeiro de 2020

Governo terá cinco dias para demonstrar correção de erros

[Advocacia da União diz que problemas do Enem foram resolvidos]
Educação

Advocacia da União diz que problemas do Enem foram resolvidos

25 de Janeiro de 2020

Questões relacionadas à correção das provas atingiram 0,15% dos exames

[MPF pede suspensão dos calendários do Sisu, Prouni e Fies]
Educação

MPF pede suspensão dos calendários do Sisu, Prouni e Fies

24 de Janeiro de 2020

Não há prazo para que a Justiça decida se aceita o pedido

[Estudantes reclamam de erro na ferramenta de inscrição para o Sisu e questionam notas de corte]
Educação

Estudantes reclamam de erro na ferramenta de inscrição para o Sisu e questionam notas de corte

24 de Janeiro de 2020

Nota leva em conta o desempenho dos candidatos na última edição do Enem

[Mais de 1,5 milhão de estudantes já se inscreveram no Sisu]
Educação

Mais de 1,5 milhão de estudantes já se inscreveram no Sisu

24 de Janeiro de 2020

Prazo final será neste domingo (26)

Galeria

[Barragem se rompe e inunda ruas da cidade de Coronel João Sá]

Barragem se rompe e inunda ruas da cidade de Coronel João Sá

11 de Julho de 2019

Ver todas as galerias

Vídeos

[Assaltante beija idosa durante roubo à loja no Piauí]

Assaltante beija idosa durante roubo à loja no Piauí

18 de Outubro de 2019

Ver todos os vídeos