Geral

Pesquisa mostra aumento da violência contra pessoas trans no Brasil

28 de Junho de 2020 às 18h28 - Por: Redação PNotícias Foto: Tomaz Silva | Agência Brasil
[Pesquisa mostra aumento da violência contra pessoas trans no Brasil]

No primeiro semestre de 2020, 89 pessoas trans foram assassinadas

No primeiro semestre deste ano, 89 pessoas transgênero foram assassinadas no Brasil, quantidade que supera em 39% a registrada no mesmo período de 2019, de acordo com a Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra). Para a entidade, os números escancaram como a omissão de autoridades governamentais tem contribuído para que estejam no centro de um contexto amplo de vulnerabilidade, que inclui agora efeitos da pandemia de covid-19.

"Os dados não refletem exatamente a realidade da violência transfóbica em nosso país, uma vez que nossa metodologia de trabalho possui limitações de capturar apenas aquilo que de alguma maneira se torna visível. É provável que os números reais sejam bem superiores. Mesmo com essas limitações, os dados já demonstram que o Brasil vem passando por um processo de recrudescimento em relação à forma com que trata travestis, mulheres transexuais, homens trans, pessoas transmasculines e demais pessoas trans. O que reforça a importância do nosso trabalho de monitoramento, incidência política e denúncias a órgãos internacionais", escreve a Antra, que acrescenta que, em tentativa de suprir uma lacuna deixada pelo Congresso Nacional, o Supremo Tribunal Federal decidiu, em junho de 2019, tratar os casos de transfobia com base na Lei nº 7.716/1989, na qual são tipificados os crimes de preconceito contra raça e cor.

Em nota, ao comentar os homicídios, a Antra antecipou respostas obtidas em entrevistas feitas para o projeto TransAção, de apoio a travestis e mulheres trans do Rio de Janeiro, a fim de elucidar como a suscetibilidade desse grupo populacional ocorre. A maioria (87,3%) das entrevistadas apontou como uma de suas principais necessidades a conquista de um emprego capaz de garantir seu próprio sustento. Além disso, 58,6% declararam pertencer ao grupo de risco de covid-19 e 94,8% que sofreram algum tipo de violência motivada por discriminação devido a sua identidade de gênero.

Ainda segundo a entidade, estima-se que cerca de 60% da população trans não conseguiu ter acesso ao auxílio emergencial concedido pelo governo federal ou benefício semelhante. Desenha-se, portanto, uma situação preocupante, tendo em vista que 29,3% das participantes do TransAção afirmaram sobreviver com uma renda média de até R$ 200; 39,7% com uma de valor entre R$ 200 e R$500; 27,6% com até um salário mínimo (R$1.045) e 3,4% com renda entre R$ 1.045 e R$ 3.135. Nenhuma delas declarou receber acima de três salários mínimos. Ou seja, mesmo quando têm uma fonte de recursos, a quantia é, majoritariamente, baixa, o que faz com que parte delas busquem ajuda de familiares, que, em alguns casos, as subjugam a agressões dentro da própria residência.

No comunicado, a Antra também destaca que não há, até o momento, levantamentos abrangentes sobre as dificuldades enfrentadas pela comunidade LGBTI+ (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais, intersexo e outros) durante a crise sanitária, produzidos por iniciativa das diferentes esferas de governo. Para a Organização das Nações Unidas (ONU), os LGBTI+ estão entre as parcelas populacionais mais expostas à pandemia, motivo pelo qual, defende, se deve reivindicar aos governos políticas específicas de proteção social. 

Comentários

Outras Notícias

[Sorteio da Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 27 milhões neste sábado (4)]
Geral

Sorteio da Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 27 milhões neste sábado (4)

04 de Julho de 2020

Apostas podem ser feitas até às 19h nas lotéricas ou pela internet

[AO VIVO: ouça o programa PNotícias na Piatã FM, sempre das 6h às 9h da manhã]
Geral

AO VIVO: ouça o programa PNotícias na Piatã FM, sempre das 6h às 9h da manhã

03 de Julho de 2020

Programa tem apresentação do locutor Dinho Jr.

[Ciclone deixa sul do Brasil e segue para oceano]
Geral

Ciclone deixa sul do Brasil e segue para oceano

02 de Julho de 2020

Fenômeno provocou a morte de nove pessoas em Santa Catarina

[Cartórios do Brasil passam a regularizar CPF para o auxílio emergencial do Governo]
Geral

Cartórios do Brasil passam a regularizar CPF para o auxílio emergencial do Governo

02 de Julho de 2020

Serviço teve início nesta quarta (1º) em São Paulo e, na sequência, será expandido para todo o Brasil

[CRLV digital já está disponível em todo o Brasil]
Geral

CRLV digital já está disponível em todo o Brasil

02 de Julho de 2020

Pará foi o último estado a começar a usar o documento eletrônico

[AO VIVO: ouça o programa PNotícias na Piatã FM, sempre das 6h às 9h da manhã]
Geral

AO VIVO: ouça o programa PNotícias na Piatã FM, sempre das 6h às 9h da manhã

02 de Julho de 2020

Programa tem apresentação do locutor Dinho Jr.

Galeria

[Barragem se rompe e inunda ruas da cidade de Coronel João Sá]

Barragem se rompe e inunda ruas da cidade de Coronel João Sá

11 de Julho de 2019

Ver todas as galerias

Vídeos

[Prefeito de Itabuna afirma que reabertura do comércio vai acontecer “morra quem morrer”]

Prefeito de Itabuna afirma que reabertura do comércio vai acontecer “morra quem morrer”

03 de Julho de 2020

Ver todos os vídeos